Farc libertam último estrangeiro sequestrado na Colômbia

BOGOTÁ - O sueco Eric Ronald Larsson, último estrangeiro que se encontrava sequestrado na Colômbia, foi libertado em uma zona rural do noroeste do país nesta terça-feira, confirmaram à Agência Efe fontes do Fundo Nacional para a Defesa da Liberdade Pessoal (Fondelibertad), ligado ao Ministério da Defesa.

Redação com agências internacionais |

Larsson, um engenheiro florestal de quase 69 anos, foi sequestrado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no dia 16 de maio de 2007, com sua esposa, que fugiu durante um tiroteio entre a polícia e seus captores. O refém recuperou sua liberdade na zona rural de Tierradentro, no departamento de Córdoba, cerca de 700 quilômetros de Bogotá, acrescentou a fonte.

"Por razões de segurança, decidimos manter a discrição sobre os detalhes de sua libertação", disse uma porta-voz do Fondelibertad.

Outras fontes em Montería, capital de Córdoba, assinalaram que o sueco, o único cidadão desse país sequestrado no mundo, foi libertado pelas Farc devido a seu delicado estado de saúde.

Depois da libertação, Larsson foi internado em um hospital de Montería, onde está recebendo atendimento. O oficial Felipe Munoz disse que o refém sofria de paralisia e que muitas ONGs suíças pediam por sua liberdade.

(Com informações da AP e da EFE)

Leia mais sobre Farc

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG