Farc liberta 10 agricultores sequestrados há um mês na Colômbia

BOGOTÁ (Reuters) - A maior guerrilha esquerdista da Colômbia libertou nesta quarta-feira 10 agricultores que foram sequestrados há quase um mês em uma região montanhosa do sudoeste do país, informou o Exército. Os reféns, sequestrados em 20 de dezembro em uma zona rural do município de Cubarral, apareceram em uma área montanhosa nos limites de Cundinamarca, onde chegaram a uma base militar.

Reuters |

Os agricultores, que permaneceram em poder das Forças Aramadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), foram deixados por helicóptero militar em Bogotá, onde foram submetidos a exames médicos.

Um oficial do Exército comentou que a guerrilha libertou os reféns mediante pressão das Forças Militares que mantiveram intensas operações por terra e ar para conseguir resgatá-los.

A libertação aconteceu em um momento que se espera que as Farc cumpram com sua promessa de entregar seis reféns, integrantes de um grupo de 28 pessoas sequestradas por motivos políticos.

No entanto, a entrega tem sido adiada porque a guerrilha tem exigido a presença de um representante do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR), enquanto o governo do presidente Álvaro Uribe rejeita a participação de líderes estrangeiros no processo.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG