Bogotá, 9 fev (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) reivindicaram, em duas mensagens divulgadas hoje, um acordo humanitário para a libertação de 22 militares e policiais sequestrados em troca de guerrilheiros presos.

A declaração consta de uma nota do líder das Farc, "Alfonso Cano", e em um comunicado do Secretariado (comando central) da organização, entregues à senadora Piedad Córdoba na quinta-feira passada. EFE jgh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.