Um líder da guerrilha colombiana das Farc afirmou que novos reféns serão libertados apenas em troca de rebeldes presos, em um texto divulgado nesta quinta-feira na Internet.

"Apenas como conseqüência de uma troca de prisioneiros, serão libertados os cativos em nossos acampamentos", disse o chamado "chanceler das Farc", Rodrigo Granda, em um texto assinado com Jesús Santrich publicado pela Agência Bolivariana de Notícias.

"Não é admissível que nos peçam mais gestos de paz, quando depois de tantas provas de nossa vontade política para encontrar saídas ao conflito, respondem-nos com infâmias e maledicência", destaca o texto firmado por Granda.

Granda, libertado em maio passado pelo governo colombiano, a pedido do presidente francês, Nicolas Sarkozy, viajou algumas semanas depois para Cuba.

Leia mais sobre: Farc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.