FAO pede US$ 200 milhões para garantir produção de alimentos em Mianmar

Bangcoc, 14 mai (EFE).- A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) disse hoje que é necessário investir US$ 200 milhões na região de Mianmar atingida pelo ciclone Nargis, considerada o celeiro do país, para garantir o abastecimento nacional.

EFE |

O porta-voz da FAO em Bangcoc, Diderik de Vleschauwer, afirmou em entrevista coletiva na capital tailandesa que "qualquer dólar gasto agora em agricultura salvará US$ 10 em ajuda de alimentos no próximo ano".

De Vleschauwer afirmou que os agricultores birmaneses das regiões de Irrawaddy e Yangun, devastadas pelo ciclone, ficaram sem as reservas armazenadas.

O "Nargis" passou pelo sul de Mianmar entre os dias 2 e 3 de maio, quando tinha sido realizada a colheita de arroz do inverno e se preparavam ou tinham começado a plantar a principal colheita do ano antes que tenham início as monções em agosto e setembro.

As autoridades birmanesas comunicaram à FAO esta semana que para comprar semente e fertilizantes e reabilitar sistemas de irrigação e os campos de cultivo no delta do rio Irrawaddy, de onde sai 60% da produção anual de arroz do país, seriam necessários cerca de US$ 243 milhões.

A imprensa estatal anunciou hoje que o "Nargis" deixou 34.273 mortos e 27.836 desaparecidos, mas a ONU calcula que o número de vítimas mortais deva ficar entre 60 mil e 100 mil pessoas e que os desaparecidos cheguem a 200 mil, além dos quase 2 milhões de desabrigados. EFE fmg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG