FAO pede erradicação da fome até 2025

Roma, 31 jul (EFE).- O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), Jacques Diouf, enviou um documento aos países-membros no qual propõe a erradicação da fome no mundo até 2025, segundo anunciou hoje a própria organização.

EFE |

Esta proposta será debatida na cúpula mundial de chefes de Estado e de Governo sobre Segurança Alimentar que será realizada em Roma de 16 a 18 de novembro.

O documento propõe um novo Governo mundial para a segurança alimentar e aborda a questão dos investimentos públicos e privados para aumentar a produção agrícola nos países em desenvolvimento.

A proposta de Diouf, que se baseia na declaração do Grupo dos Oito (G8) da cúpula de L'Aquila, na Itália, também engloba propostas para o comércio exterior, a instabilidade nos mercados o fortalecimento institucional.

Na cúpula de L'Aquila os países-membros do G8 (EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Canadá, Itália e Rússia) se comprometeram a mobilizar US$ 20 bilhões nos próximos três anos para destiná-los à segurança alimentar.

Diouf espera que o documento desemboque em um "debate frutífero entre os Estados-membros" que envolva não apenas os Governos, mas também o setor privado, os camponeses e as ONGs. EFE fab/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG