Familiares comemoram resgate de ex-refém das Farc

BOGOTÁ - Os familiares e ex-reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) comemoraram hoje o resgate do ex-congressista Óscar Tulio Lizcano e felicitaram o Exército colombiano por seus êxitos. Além disso, eles pediram que os rebeldes libertem, sem impor condições, todos os seqüestrados que mantêm em seu poder. O ex-parlamentar escapou do cativeiro com o chefe local da guerrilha que o vigiava e foi encontrado pelo Exército após caminhar por três dias pela floresta no noroeste da Colômbia. Lizcano foi levado imediatamente para um centro médico na cidade de Cali por causa de seu delicado estado de saúde, após mais de oito anos em poder da guerrilha. Seu filho Juan Carlos Lizcano destacou que o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, ligou a seu irmão Mauricio para confirmar o resgate e disse que tinha sonhado com o resgate do pai sábado à noite. Estou apegado a Deus e esperando para voltar a ver (meu pai), estão nos dizendo que está muito doente e foi para uma clínica. Por acaso, ontem à noite sonhei que meu pai estava sendo libertado e que ele chegava em casa, contou, emocionado.

EFE |

Martha de Lizcano, esposa do ex-congressista, disse entre lágrimas que também foi informada do resgate pelo Governo.

"Foram oito anos de muito sofrimento", declarou.

Clara Rojas, ex-candidata à vice-presidente colombiana em 2002 e refém das Farc por seis anos, disse que a libertação do ex-parlamentar é uma "excelente notícia" e que se encontrará com ele para felicitá-lo.

"Que boa notícia tivemos, tomara que este seja o início de novas libertações e que as Farc tomem consciência e decidam libertá-los unilateralmente", disse.

Seu companheiro de cativeiro por vários anos, o ex-congressista Luis Eladio Pérez, ressaltou que não descansará até que "o último seqüestrado seja libertado".

"Acho que o melhor tratamento para ele é se sentir livre e começar a gozar do carinho e companhia de sua família, esse é o melhor antídoto para tudo o que teve que suportar em todos estes anos", afirmou.

Os ex-congressistas Gloria Polanco, Consuelo González de Perdomo e Orlando Beltrán, ex-seqüestrados pelas Farc, disseram emocionados que esta é uma boa notícia para os colombianos e pediram aos guerrilheiros para soltarem os demais reféns.

O também ex-refém e ex-chanceler Fernando Araújo elogiou o Exército pela bem-sucedida operação de resgate e enviou uma mensagem de felicitação à mulher de Lizcano por ter acompanhado o marido durante todo o cativeiro.

"Eu recebo a notícia com todo o júbilo; é a melhor notícia que a Colômbia pode receber hoje. Devemos felicitá-lo por toda a sua integridade, por sua coragem, e felicitar o Exército por conseguir sua libertação", assinalou.

O senador Gustavo Petro, uma das principais figuras da oposição, destacou o profissionalismo do Exército no resgate e também exigiu que as Farc libertem incondicionalmente todos os seqüestrados.

"Uma enorme felicitação às Forças Armadas. Esta é a segunda oportunidade depois que o Exército conseguiu libertar Ingrid Betancourt que se consegue um resgate de refém. Uma exigência à guerrilha para que se libertem de forma unilateral e incondicional de todos os seqüestrados da Colômbia", disse.

No dia 2 de julho, o Exército libertou, em uma bem-sucedida operação, 15 reféns das Farc, entre eles a ex-candidata à Presidência da Colômbia Ingrid Betancourt, três americanos e 11 policiais e militares.

O ex-presidente colombiano Ernesto Samper também exigiu que a guerrilha liberte outros 28 cativos que as Farc têm em seu poder.

"Que as Farc entendam que não vale a pena manter essas pessoas seqüestradas e que não faz sentido manter essas pessoas indefinidamente. Que acabem como o seqüestro como tática de luta, que é algo que está custando caro às Farc, pois prejudicou o grupo politicamente", ressaltou.

Lizcano, ex-congressista pelo Partido Conservador (PCC), era um dos três políticos que permaneciam retidos pelas Farc e foi seqüestrado em 5 de agosto de 2000 no departamento de Caldas, a 250 quilômetros de Bogotá. EFE fer/wr/db

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG