Família Real espanhola visitará famílias e feridos de acidente aéreo

Os reis da Espanha e os príncipes de Astúrias visitarão, na quinta-feira, as famílias dos 153 mortos da tragédia aérea ocorrida nesta quarta, no aeroporto de Madri, assim como os 19 feridos, que foram internados em diferentes hospitais.

AFP |

Juan Carlos I e sua mulher, a rainha Sofia, começarão a agenda no aeroporto de Madri-Barajas, onde vão se reunir com a equipe que investiga as causas do acidente.

Depois, seguirão para o Ifema, um centro de eventos e exposições para onde estão sendo levados os corpos das vítimas, para serem identificados pelos legistas, e onde também estão os familiares, informou a imprensa espanhola, citando fontes da Casa Real.

Em seguida, o casal visitará os hospitais da província, onde estão internados os 19 feridos no incêndio do avião da companhia Spanair.

A rainha voltava na noite de hoje de Pequim, onde assistiu aos Jogos Olímpicos.

À tarde, o príncipe Felipe, herdeiro da Coroa, e sua mulher, a princesa Letizia, também visitarão o Ifema e os feridos.

Hoje, o rei Juan Carlos I expressou sua "consternação", "horror" e "dor" pelo maior acidente aéreo no país, desde 1985.

O avião, da companhia espanhola Spanair, filial da escandinava SAS, viajava com 172 pessoas a bordo, entre elas 10 membros da tripulação e 22 crianças, sendo dois bebês, de acordo com a própria empresa.

Um motor da aeronave pegou fogo durante a decolagem, às 14h45 (9h45 de Brasília), no terminal 4 do aeroporto de Barajas. Depois, o aparelho saiu da pista e se incendiou.

esb/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG