Família queniana de Obama é localizada em casa popular de cidade inglesa

Londres, 26 jul (EFE).- A família queniana do provável candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, vive em uma modesta casa popular na cidade inglesa de Bracknell, cerca de 53 quilômetros a oeste de Londres, informa hoje a imprensa britânica.

EFE |

No condado de Berkshire, os tablóides "Daily Mirror" e "The Sun" localizaram Kezia Obama, madrasta queniana de Obama e primeira esposa de seu pai, Barack Hussein Obama, além de alguns filhos do casal.

Obama pai, que de pastor de cabras no Quênia virou um respeitável economista do Governo, morreu em um acidente de carro em 1982, deixando órfãos o atual senador americano e quatro filhos nascidos da união com Kezia, diz o "Sun".

De acordo com a mesma publicação, Obama pai se casou com Kezia em 1957, e, dois anos depois, deixou sua terra natal para estudar com uma bolsa de estudos na universidade americana de Harvard.

Na época, a madrasta de Obama, hoje com 67 anos, já era mãe de Malik, que tinha um ano, e estava grávida de sua filha Auma.

Nos Estados Unidos, Obama pai se casou com a antropóloga americana Ann Dunham, que deu à luz ao atual senador em 1961, no Havaí.

O provável candidato democrata à Presidência dos EUA mantém contato com seus familiares africanos - que, em sua maioria, ainda vivem no Quênia - desde que conheceu Kezia, em 1985, durante uma visita a Alego, terra natal deles. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG