Família de Moussavi diz que cadáver do sobrinho desapareceu, segundo site

Teerã, 28 dez (EFE).- O cadáver de Ali Moussavi, sobrinho do líder reformista Mir Hussein Moussavi e que morreu no domingo nos protestos da oposição em Teerã nos quais oito pessoas morreram, desapareceu do necrotério do hospital, informou hoje um de seu parentes, segundo um site opositor.

EFE |

Em declarações divulgadas pelo site "Parlemannews", afim à fração parlamentar oposta ao Governo, Reza Moussavi, irmão do falecido, disse: "infelizmente, levaram o cadáver do meu irmão. Não sabemos onde está".

"Ninguém se responsabiliza por seu desaparecimento e não dão resposta alguma", acrescentou Reza Moussavi, ressaltou que não será possível realizar o funeral até que o corpo seja recuperado.

A informação não pôde ser corroborada por outras fontes, já que as autoridades iranianas proibiram a imprensa estrangeira de trabalhar nas ruas e cobrir as manifestações e protestos relacionados à oposição.

O Conselho Superior de Segurança Nacional do Irã confirmou hoje que oito pessoas morreram no domingo em confrontos entre as forças de segurança e membros da oposição, informou a televisão estatal.

A fonte não detalhou, no entanto, a identidade dos mortos nem onde ocorreram as mortes.

No domingo, vários sites administrados pela oposição informaram sobre a morte de Ali Moussavi, que teria levado um tiro no peito durante os protestos no centro de Teerã e já chegou morto a um hospital da capital. EFE msh-jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG