Família de Ingrid Betancourt faz apelo a novo líder das Farc por sua libertação

A família da ex-candidata à presidência franco-colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada pelas Farc em 2002, fez neste domingo um apelo a Alfonso Cano, novo líder da guerrilha colombiana, para que liberte a política e os outros reféns civis.

AFP |

"Diante dos últimos acontecimentos, fazemos um apelo ao comandante Alfonso Cano - homem ilustrado e progressista - que assumiu a direção das Farc, para que entre para a história ao libertar Ingrid e os outros três reféns civis", disse Yolanda Pulecio, mãe de Ingrid, à AFP.

Yolanda afirmou que estas libertações incentivariam "uma ação decisiva da França e da comunidade internacional para conseguir um acordo humanitário e colocar a Colômbia no caminho da paz".

A declaração foi feita poucas horas depois que as Farc confirmaram a morte, em 26 de março, de seu fundador e líder máximo, Manuel Marulanda, conhecido como 'Tirofijo', vítima de um infarto.

Ingrid Betancourt foi seqüestrada em fevereiro de 2002 e faz parte de um grupo de 39 reféns que as Farc pretendem trocar por pelo menos 500 guerrilheiros presos na Colômbia.

cop/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG