Família de franceses desaparecidos chega à Bolívia

Casal foi visto pela última vez em uma fazenda localidaza na cidade de Guayaramerín, na fronteira com o Brasil

AFP |

Os familiares de Fanny Blancho, de 23 anos, e Jérémie Bellanger, de 25, desaparecidos desde 28 de agosto na cidade Guayaramerín, na fronteira da Bolívia com o Brasil, chegaram neste sábado à Bolívia para procurar o casal de franceses e levar o filho de três anos que deixaram para trás.

Patrick Bellanger, pai de Jérémie, e Jean Paul Blancho, de Fanny, bem como outros parentes, chegaram a La Paz na noite de sábado, onde foram recebidos por funcionários da embaixada francesa na Bolívia. "Viemos saber mais dados sobre onde estão nossos filhos", disse Patrick Bellenger, recebido pelo cônsul, Frederic Laurent.

O representante diplomático acrescentou que os parentes dos jovens desaparecidos estão hospedados em um hotel de La Paz e se reunirão com outras autoridades bolivianas e da embaixada francesa.

Os dois franceses chegaram em 28 de agosto à cidade de Guayaramerín, de 46 mil habitantes, levando o filho Bounty. Eles saíram à noite e visitaram uma fazenda a 12 km do povoado, onde foram vistos pela última vez.

Fanny Blancho deixou o filho com a dona da casa onde se alojavam e nunca mais voltou para buscá-lo, contou à AFP o promotor que investiga o caso em Guayaramerín, Carlos Aponte. O promotor Aponte afirmou, ainda, que o único suspeito é Jaime Martínez, dono da fazenda que Jérémie e Fanny visitaram, já que foi o último a vê-los.

A polícia de Guayaramerín informou que busca pistas do paradeiro dos dois franceses, sobretudo na fazenda de Martínez, mas até o sábado não foram encontrados rastros.

A embaixada da França em La Paz publicou um aviso em jornais de circulação nacional para obter dados sobre os desaparecidos. Os jovens franceses faziam uma viagem pela América do Sul.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG