Os adolescentes que sofrem de falta de vitamina D correm maior risco de ter problemas cardíacos, diabetes e hipertensão, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira.

O trabalho revela ainda que os adolescentes brancos, em média, têm um índice de vitamina D quase duas vezes maior que o dos jovens negros e 30% superior ao dos jovens de origem mexicana.

"Estes dados sobre a vitamina D entre os jovens despertam preocupação sobre seus hábitos alimentares e, inclusive, sobre quanto tempo passam sob o sol", disse Robert Eckel, ex-presidente da American Heart Association.

O corpo humano produz vitamina D graças à exposição ao sol, mas esta vitamina é encontrada em alimentos como leite, peixe e ovos.

A vitamina D se dissolve na gordura e os baixos índices são mais comuns em pessoas que sofrem de obesidade abdominal.

Os adolescentes com menor índice de vitamina D correm um maior risco de sofrer uma série de problemas cardíacos, diabetes e ter um baixo índice do colesterol bom.

O risco de ter hipertensão aumenta 2,36 vezes e o sofrer hiperglicemia é 2,54 superior.

O estudo, apresentado na conferência anual da American Heart Association, analisou o total de 3.577 adolescentes.

mso/LR/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.