Falta de açúcar faz Índia pedir que empresas importem produto

Nova Délhi, 13 set (EFE).- O Governo indiano sugeriu às grandes empresas consumidoras de açúcar, como a Coca-Cola e a Nestlé, que importem o produto, já que a baixa produção deste ano no país não será capaz de atender à demanda interna, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O vice-ministro de Agricultura, Assuntos do Consumidor, Alimentação e Distribuição Pública, K.V.Thomas, disse à agência "Ians" que o Executivo fez essa "recomendação" há alguns dias, quando as empresas foram avisadas que terão cerca de duas semanas para atender ao pedido.

"Elas terão que fazer isso", afirmou Thomas em tom categórico.

Além da Coca-Cola e da Nestlé, foram contatadas pelo Governo empresas como a Pepsi e a Cadbury.

Segundo uma fonte do Ministério da Agricultura, as autoridades de alguns estados indianos reclamaram que algumas companhias estavam "monopolizando" a compra de açúcar, cujo preço dobrou no último ano.

A Índia, o segundo maior produtor e maior consumidor de açúcar do mundo, viu a seca fazer sua produção cair para 15 milhões de toneladas este ano. Em 2008, o país produziu 26,4 milhões de toneladas para atender a uma demanda de mercado de mais de 23 milhões de toneladas.

Diante da falta do produto, o Governo prorrogou até dezembro de 2010 a importação de açúcar não refinado. Outra medida tomada foi a estocagem do produto.

As empresas orientadas a importar açúcar, que negaram estar acumulando reservas do produto, também só poderão manter estoques apenas para 15 dias, segundo as fontes da "Ians". EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG