Falha na Amazon.com tira de ranking livros de temática gay

Nova York, 13 abr (EFE).- A Amazon.

EFE |

com, a maior loja de vendas pela internet do mundo, esclareceu hoje que a polêmica envolvendo a eliminação de livros de temática homossexual do ranking de mais comprados ocorrida neste fim de semana foi causado exclusivamente por um "erro de catalogação".

"Trata-se de um vergonhoso e lamentável erro de catalogação da companhia, que tem muito orgulho de oferecer uma seleção completa" de livros, afirmou hoje em comunicado o porta-voz da Amazon.com, Drew Herdenmer.

No último fim de semana veio a público que a loja virtual tinha suprimido do ranking de vendas algumas publicações de temática homossexual, o que rapidamente se espalhou pela internet e que foi interpretado por muitos como uma questão de autocensura.

A empresa elabora esse ranking para que os interessados em um produto tenham dados sobre sua aceitação no mercado, o que fez com que a alteração fosse detectada rapidamente e que muitos usuários tenham entrado em contato com a loja para se queixar.

Herdenmer explicou hoje que a falha já foi consertada, e destacou que o problema não afetou apenas os livros de teor homossexual, mas um total de 57.310 obras de todo tipo de temáticas e de distintas zonas do mundo.

"Também não afetou só os ranking de vendas, mas também a retirada de livros no sistema de busca principal da Amazon", acrescentou o porta-voz, que prometeu que a companhia está tomando as providências necessárias para evitar que este tipo de "acidentes" se repitam. EFE mgl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG