Sydney (Austrália), 14 out (EFE).- Uma falha no sistema de estabilização é a causa mais provável da brusca mudança de altitude sofrida por um avião da companhia aérea australiana Qantas que deixou 40 passageiros feridos, anunciaram hoje os autoridades.

O diretor do Departamento de Segurança no Transporte Aéreo da Austrália, Julian Walsh, confirmou aos jornalistas que a cabine recebeu várias mensagens comunicando um problema neste dispositivo, que mantém o aparelho estável durante o vôo, segundo a rádio "ABC".

Há uma semana, a avaria obrigou o piloto a realizar uma aterrissagem de emergência no aeroporto de Exmouth, no noroeste da Austrália.

Ainda se desconhece a magnitude da mudança de altitude que obrigou a realização da aterrissagem de emergência.

O avião, um Airbus A-320 com 313 passageiros e tripulantes a bordo, aterrissou em Exmouth, onde a torre de controle recebeu um pedido de emergência do piloto.

O vôo QF72 tinha decolado de Cingapura com destino a Perth, que fica a cerca de 1.100 quilômetros do aeroporto de Exmouth. EFE mg/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.