Faleceu Norberto Collado, timoneiro do iate Granma

Havana, 2 abr (EFE).- Faleceu hoje em Havana o capitão de navio Norberto Collado, timoneiro do iate Granma, no qual Fidel Castro chegou a Cuba, procedente do México, em 1956, para iniciar o levantamento armado contra o ditador Fulgencio Batista.

EFE |

Meios de imprensa locais informaram que Collado faleceu na madrugada de hoje, mas não especificaram os motivos.

Os relatórios indicaram que seu corpo será cremado.

Collado ingressou na Marinha de Guerra de Cuba durante a Segunda Guerra Mundial, onde foi técnico de sonar em tarefas de detecção e afundamentos de submarinos.

Em 1943 participou do afundamento do alemão U-Boat 176, e era muito temido na época pela quantidade de navios que tinha feito desaparecer nas águas do Atlântico, segundo indica a "Agência de Informação Nacional".

Após desembarcar em Cuba no dia dois de dezembro de 1956, foi capturado e condenado a prisão até o triunfo da revolução, em 1º de janeiro de 1959, momento no qual se incorporou à Marina de Guerra Revolucionária.

Desde 1981, estava encarregado de cuidar da réplica do iate que se encontra no memorial situado em Havana em homenagem à expedição de 82 homens que chegou a Cuba desde o exílio há 52 anos. EFE jlp/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG