Bruxelas, 28 jan (EFE).- Visitantes da rede social da internet Facebook obrigaram o fechamento de um grupo criado em apoio a Kim De Gelder -preso pelo assassinato a facadas de dois bebês e de uma funcionária de uma creche em Dendermonde, na Bélgica, na sexta-feira- e que elogiava o massacre.

O grupo, francófono -a Bélgica tem três idiomas oficiais-, chamava-se "Le beau massacre à Termonde" (Bonito massacre em Dendermonde) e havia sido criado ontem por um usuário da rede social que usava o apelido "Total-Killer Almortex".

Vários visitantes do Facebook assinalaram que o conteúdo do grupo era ofensivo e insultante, pelo que o administrador da rede eliminou-o às 17h45 (horário de Brasília) de ontem, segundo a agência "Belga". EFE vl/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.