Facebook capta US$ 1 bi entre investidores do Goldman Sachs

Banco prevê avaliar a rede social em US$ 50 bilhões e colocá-la assim entre as empresas mais valiosas do Vale do Silício

EFE |

NOVA YORK - O Facebook anunciou nesta sexta-feira que arrecadou US$ 1 bilhão após um acordo obtido com o banco Goldman Sachs, que prevê avaliar a rede social em US$ 50 bilhões e colocá-la assim entre as empresas mais valiosas do Vale do Silício.

Em comunicado, a companhia californiana detalhou que, a essa quantia, somam-se os US$ 500 milhões que o banco e a empresa russa Digital Sky Technologies já tinham se comprometido a investir em dezembro passado.

Na segunda-feira passada, o Goldman Sachs informou que tinha decidido excluir os clientes residentes nos Estados Unidos da oferta de compra de ações do Facebook devido à "intensa atenção midiática" que o acordo recebeu.

A entidade financeira concluiu que "este nível de atenção midiática poderia não ser compatível com a execução adequada de um investimento privado americano sob a lei americana".

O Goldman Sachs recebeu uma enxurrada de pedidos para investir no Facebook, uma companhia que não cota na bolsa, mas que busca reunir fundos para aumentar sua capacidade financeira.

Em seu comunicado, o Facebook indica que, antes desta rodada de financiamento, já tinha previsto superar os 500 acionistas em algum momento deste ano, algo que requeria que se começasse a tornar públicas suas contas empresariais antes de 30 de abril de 2012, tal como estabelece a legislação vigente.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG