Facções libanesas continuam reunidas no Catar

Cairo, 17 mai (EFE).- As conversas entre as facções libanesas para resolver a crise no país continuarão hoje em Doha, depois de na noite desta sexta-feira o emir do Catar, Hamad Bin Khalifa al-Thani, inaugurar as sessões num hotel da capital.

EFE |

Segundo a "Al Jazira", as conversas de hoje terão a participação também dos ministros de Assuntos Exteriores árabes, membros da comissão mediadora da Liga Árabe no Líbano.

Durante a sessão de abertura, Khalifa manifestou sua esperança de ver em seu país uma reconciliação entre os libaneses.

"Nós aspiramos no Catar ser o país de encontro entre os libaneses", disse o emir, que acrescentou que o Líbano merece todos os esforços possíveis para a solução da crise.

Viajaram a Doha em representação da maioria parlamentar libanesa o primeiro-ministro Fouad Siniora, o ex-presidente Amin Gemayel, o líder druso Walid Jumblatt e o dirigente da Corrente Futuro, Saad Hariri.

Pela oposição, viajaram o líder cristão Michel Aoun e o presidente do Parlamento, Nabih Berri, entre outros.

O secretário-geral do grupo xiita Hisbolá, Hassan Nasrallah, não viajou ao Catar por motivos de segurança e enviou representantes.

As reuniões acontecem dentro do pacto alcançado há dois dias em Beirute entre as duas partes libanesas, graças à mediação da Liga Árabe.

Os dois lados concordaram em retornar à situação anterior aos combates desencadeados na última semana no Líbano e se comprometeram a não voltar a recorrer às armas. EFE aj/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG