Fabricante tira nome das filhas de Obama de bonecas

Washington, 4 fev (EFE).- O fabricante de brinquedos Ty Incorporated mudou os nomes de duas bonecas que, inicialmente, se chamariam como as filhas do presidente americano, Barack Obama, informou hoje o jornal Politico.

EFE |

As bonecas de cerca de 30 centímetros tinham recebido os nomes de "Sweet Sasha" e "Marvelous Malia", e a primeira-dama Michelle Obama expressou sua insatisfação.

Segundo o jornal, Michelle achou que era "inadequado que a companhia usasse Malia, de 10 anos, e Sasha, de 7, com fins de comercialização".

A Ty afirmou que era verdade que as bonecas eram inspiradas nas duas filhas de Obama, mas que "os nomes foram escolhidos porque eram 'bonitos'".

As primeiras bonecas com os nomes "Sweet Sasha" e "Marvelous Malia" saíram à venda a US$ 9,99, mas, desde que a Ty anunciou a mudança do nome, as que já tinham sido vendidas "se transformaram em objetos de coleção".

Nos leilões na internet, um par das bonecas era vendido ontem por US$ 127,50, e alguém ofereceu US$ 94,99 por uma "Sweet Sasha", segundo o "Politico".

"Todo mundo entendeu (menos, aparentemente, a companhia) que as bonecas tinham recebido os nomes originais por causa das filhas do presidente Obama", comentou o jornal. Agora, são vendidas com os nomes de "Marvelous Mariah" e "Sweet Sydney". EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG