Ex-vice-primeiro-ministro iraquiano será julgado por execução de comerciantes

Bagdá, 24 abr (EFE).- O ex-vice-primeiro-ministro iraquiano e arquiteto da política externa do regime de Saddam Hussein, Tareq Aziz, será julgado a partir da próxima terça pelo caso de 40 comerciantes iraquianos que foram executados em 1992.

EFE |

Segundo informação dada hoje pelo jornal "Al-Mashreq", que cita o advogado de Aziz, ele comparecerá a um alto tribunal criminal iraquiano junto com outros oito acusados, entre eles dois meio-irmãos do ditador Saddam Hussein, Watban Ibrahim al-Hassan, que foi ministro do Interior, e Sabawi Ibrahim al-Hassan, ex-diretor de Segurança Pública.

O tribunal julgará o caso de 40 comerciantes iraquianos que foram executados em 1992 pelas autoridades iraquianas, acusados de terem combinado um aumento conjunto de preços aproveitando o bloqueio econômico pelo qual o país passou após a Guerra do Golfo (1991).

Aziz está sob custódia das forças americanas desde abril de 2003, quando se entregou às tropas que derrubaram o regime de Saddam neste mesmo ano.

Caso Aziz finalmente compareça na próxima terça ao tribunal, será a primeira oportunidade na qual enfrentará acusações relacionadas a seu papel no antigo regime.

O mesmo juiz que sentenciou Saddam Hussein à morte em novembro de 2006, o curdo Rauf Rashid Abdel-Rahman, presidirá o julgamento contra os nove acusados.

Este é o quarto julgamento contra altos comandantes do antigo regime. EFE ah/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG