Ex-vicê premiê da Malásia é absolvido de acusação de sodomia

Líder da oposição, Anwar Ibrahim comemora decisão judicial e promete vencer as próximas eleições do país

iG São Paulo |

O líder da oposição da Malásia Anwar Ibrahim, ex-vicê-premiê do país, foi absolvido nesta segunda-feira da acusação de sodomia. “A justiça foi feita”, comemorou Ibrahim, que começou a ser julgado em 2010.

A oposição alegava que o polêmico processo tinha sido planejado pelo governo para impedir a atuação de Ibrahim. O governo afirmou que a absolvição de Anwar Ibrahim prova que o Poder Judiciário na Malásia é "independente".

AP
Anwar Ibrahim, líder da oposição na Malásia, comemora absolvição em Kuala Lumpur

O líder opositor abraçou a esposa e as filhas após o anúncio do veredicto, enquanto milhares de simpatizantes celebravam a decisão diante da Suprema Corte de Kuala Lumpur.

Após o veredicto, Ibrahim prometeu ganhar as próximas eleições. “Temos um calendário e precisamos agir. Devemos nos concentrar para vencer”, afirmou.

O atual primeiro-ministro do país, Najib Razak, que lidera a coalizão que governa a Malásia desde a independência, há mais de 50 anos, deve convocar eleições para o início de 2013.

Ibrahim, 68 anos, foi afastado do cargo de vice-premiê em 1998 por causa da acusação de ter sodomizado um motorista de sua família. Ele passou seis anos preso até a condenação ser anulada, em 2004. No país, a sodomia é crime mesmo quando consensual e pode ser punida com até 20 anos de prisão.

Em 2008, ele liderou uma aliança de três partidos em uma vitória sem precedentes para a oposição nas eleições. Mas, no mesmo ano, um ex-assessor de 26 anos o acusou de forçá-lo a fazer sexo em seu apartamento. Por esta acusação, foi absolvido nesta segunda-feira.

A Procuradoria ainda não decidiu se vai recorrer da decisão.

Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: malásiajustiçaanwar ibrahimsodomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG