Ex-vice da Bolívia acusa governistas de ameaçarem sua família

La Paz, 7 mar (EFE).- O ex-vice-presidente da Bolívia e dirigente opositor Víctor Hugo Cárdenas denunciou hoje que agitadores governistas atacaram sua casa em uma comunidade do planalto, e afirmou que teme pela vida da esposa e dos três filhos que estavam no lugar.

EFE |

Cárdenas, um intelectual aimara que foi vice-presidente do primeiro Governo de Gonzalo Sánchez de Lozada (1993-1997), disse a veículos de comunicação que camponeses seguidores do presidente Evo Morales ocuparam a residência que ele tem perto do lago Titicaca.

Em La Paz, onde se encontra, Cárdenas afirmou que, na casa, estão a esposa, os três filhos e outros parentes que estão assustados, porque os camponeses ameaçam incendiar o imóvel.

A esposa de Cárdenas, Lidia Katari, confirmou por telefone à rede de televisão "PAT" que tanto ela quanto os filhos e sobrinhos foram obrigados a deixar o imóvel pelos camponeses, que os atacaram com "chicotadas".

Cárdenas ganhou fama por ter feito campanha contra a nova Constituição promovida pelo presidente boliviano, aprovada no referendo de 25 de janeiro e promulgada duas semanas depois.

O ex-vice-presidente afirmou que nem a Polícia, nem o Ministério de Governo (Interior) atenderam a suas denúncias e ligações quando reportou a invasão dos camponeses à sua casa.

No entanto, um porta-voz do ministério afirmou que a Polícia está investigando a denúncia e que enviou agentes à comunidade onde o imóvel se localiza para proteger a família de Cárdenas.

Morales, por sua vez, afirmou hoje desconhecer o ataque à casa de Cárdenas ao ser perguntado por jornalistas em entrevista coletiva em Santa Cruz. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG