Extremistas de direita tentam impedir parada gay na República Tcheca

A polícia tcheca foi chamada para intervir neste sábado depois que extremistas de direita tentaram impedir a realização da parada do Orgulho Gay em Brno, segunda maior cidade da República Tcheca, informou a mídia local.

AFP |

Cerca de uma dúzia de extremistas vestidos com roupas pretas tentaram atrapalhar a parada dos homossexuais, planejada para durar duas horas no centro da cidade. Os direitistas atiraram ovos e fogos de artifício contra os participantes do evento, concentrados em uma praça.

Alguns extremistas levavam cartazes com dizeres como "Não aos gays".

Três pessoas foram detidas pela polícia, segundo a agência de notícias CTK.

Cerca de 200 policiais com escudos e capacetes se posicionaram na praça para proteger os cerca de 500 participantes. Depois dos primeiros distúrbios, os organizadores da parada decidiram realizá-la apesar do ataque, porém com um percurso mais curto que o originalmente planejado.

A cidade vive um clima de tensão desde que as autoridades locais proibiram na quarta-feira manifestações da extrema-direita cujo objetivo era se contrapor à parada gay.

ckj/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG