Extremista de grupo ligado à Al-Qaeda é detido nas Filipinas

Asdatul Shairun é acusado em nove casos de assassinatos no país

EFE |

Um extremista islamita do Abu Sayyaf, grupo filipino relacionado com a Al-Qaeda, foi detido em um centro comercial de Manila, informaram nesta segunda-feira fontes policiais. Asdatul Shairun foi detido no domingo em um centro comercial do distrito turístico de Malate na capital, onde as autoridades tinham aumentado a segurança pelo temor de possíveis represálias após a morte de Osama bin Laden .

Shairum é acusado em nove casos de assassinato na Província de Basilan, ao sul das Filipinas. Sua detenção aconteceu justamente uma semana depois da morte de Bin Laden, o líder da Al-Qaeda, por um comando americano uns quilômetros 113 quilômetros ao norte de Islamabad, a capital do Paquistão.

Fundado em 1991 por um punhado de ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética, o Abu Sayyaf quer estabelecer um estado islâmico na região, dominada por sultanatos muçulmanos até a chegada dos colonizadores espanhóis.

Vários dos ataques mais sangrentos dos últimos 15 anos no arquipélago foram atribuídos ao grupo, além de um grande número de sequestros de locais e estrangeiros.

    Leia tudo sobre: filipinasterrorismobin ladenal-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG