Extrema-direita quer barrar entrada de imigrantes na Itália

Roma, 12 nov (EFE) - A Liga Norte, partido de extrema-direita aliado do Governo de Silvio Berlusconi, propôs impedir a entrada de imigrantes durante dois anos em uma lei apresentada hoje ao Senado.

EFE |

Na proposta, a Liga Norte também quer obrigar os imigrantes sem documentos a pagar o uso dos serviços de saúde italianos, incluídos os de urgência.

Além disso, o partido quer que os imigrantes só tenham direito a pedir uma casa de proteção oficial quando tiverem residido no país por pelo menos dez anos.

A proposta da legenda para endurecer a imigração acrescenta a impossibilidade de ter acesso à reunião familiar, assim como poder caminhar por lugares públicos com o rosto coberto.

A Liga Norte também pediu que sejam destinados dois milhões de euros para indenizar os habitantes da ilha de Lampedusa por suportar um grande fluxo de imigrantes que tentam chegar à Europa de forma clandestina. EFE alg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG