Extrema-direita lidera em eleições europeias na Áustria

Viena, 7 jun (EFE).- A extrema-direita austríaca subiu menos do que o esperado nas eleições europeias e o Partido Social-Democrata (SPÖ) sofreu uma derrota histórica, segundo as primeiros pesquisas de boca-de-urna realizadas após o fechamento dos colégios eleitorais.

EFE |

Tudo indica que o grande vencedor do pleito de hoje na Áustria será o conservador Partido Popular Austríaco (ÖVP), que deve obter aproximadamente 30% dos votos e seis eurodeputados dos 17 aos quais o país tem direito.

Este resultado seria menor do que o de 2004, nas eleições europeias anteriores, quando somaram 32%. Mesmo assim, o número de assentos no Parlamento Europeu se manteria em seis.

Em segundo lugar aparece o SPÖ com entre 23% e 24% dos votos e quatro cadeiras. Esses números representam ao redor de dez pontos percentuais a menos do que há cinco anos, quando venceu o pleito com 33% da preferência do eleitorado e elegeu sete deputados.

Em terceiro lugar e como a grande surpresa das eleições na Áustria, vem a lista do eurodeputado Hans-Peter Martin, tido como eurocético e crítico em relação à suposta corrupção presente nas instituições europeias.

A lista de Martin - que foi jornalista da revista alemã "Der Spiegel" e eurodeputado do SPÖ - alcançaria 18% dos votos e conseguiria três cadeiras.

Também se destaca o previsto desempenho do ultradireitista Partido Liberal Austríaco (FPÖ), cuja campanha foi dominada por mensagens antissemitas e contra o islã, além de críticas radicais contra a União Europeia.

A legenda deve receber entre 13% e 14% dos votos e eleger dois representantes. Em 2004, o partido obteve 6,3% do apoio do eleitorado. EFE ll/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG