Extrema-direita austríaca escolhe substituto de Haider

VIENA - A cúpula do partido que era presidido pelo ultranacionalista Jörg Haider, Aliança pelo Futuro da Áustria (BZÖ), elegeu hoje em Viena Stefan Petzner, até agora secretário-geral da legenda, como sucessor do político, que morreu neste sábado em um acidente.

EFE |

Petzner, de 27 anos, era também o porta-voz de Haider e seu colaborador mais próximo, por isso prometeu seguir os passos de seu mentor ao mesmo tempo em que reconheceu que se trata de uma grande responsabilidade.

Muitos analistas duvidam agora da força do BZÖ, uma legenda que tinha como único suporte sua arrancada eleitoral e a personalidade de Haider, prevendo uma possível união com o ultradireitista Partido Liberal da Áustria (FPÖ).

O BZÖ nasceu em 2005 impulsionado por Haider como cisão moderada do FPÖ, liderado por Heinz-Christian Strache.

No entanto, após a morte de Haider vieram as primeiras propostas para que os dois trabalhem "juntos".

O eurodeputado do FPÖ Andreas Mölzer disse que após a morte de Haider se deveria tentar buscar a "normalização" das relações entre os dois partidos e que se sentia aliviado por Strache e Haider terem se reunido há poucos dias em tom "conciliador".

Strache, um antigo discípulo de Haider, a quem tachou de "traidor" após fundar o BZÖ, desponta como possível aglutinador do voto ultradireitista na Áustria.

O FPÖ está "aberto a todos os que defendam nosso caminho", disse Strache ao jornal "Kurier".

A duas legendas ultradireitistas acumulam cerca de 28% do apoio popular, porcentagem quase igual a do Partido Social-Democrata da Áustria (SPÖ), o mais votado no pleito do mês passado.

Leia mais sobre: BZÖ

    Leia tudo sobre: bzo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG