Extensor de pênis aumenta comprimento em um terço, diz estudo italiano

Uma equipe de cientistas da Universidade de Turim, na Itália, afirma que dispositivos extensores do pênis produzem um alongamento efetivo e durável de mais de 30%.

EFE |

Os resultados do estudo, realizado com 21 homens "altamente motivados", será publicado na revista britânica "BJU International" pelo urologista Paolo Gontero, da Universidade de Turim.

O dispositivo é formado por uma argola de plástico, duas barras extensíveis que exercem tração e uma fita de silício que mantém o pênis no lugar.

Os participantes usaram o extensor por cerca de cinco horas no primeiro e no terceiro mês. No sexto mês, o período passou para quatro horas.

O tamanho médio dos pênis em repouso dos indivíduos era de 7,15 centímetros. Em 12 meses, cresceu 32%, para 9,45 centímetros.

"Nosso estudo mostra que o extensor do pênis produz um alongamento efetivo e durável do pênis, tanto em repouso quanto em ereção", afirma Gontero, para quem o tratamento pode ser uma alternativa à cirurgia.

"Se pesquisas mais profundas confirmarem estes resultados, propomos que o dispositivo seja utilizado como primeira linha de tratamento para os homens que buscam um procedimento de alongamento do pênis", explica.

Leia mais sobre ciência

    Leia tudo sobre: aumento peniano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG