Ex-secretário da Defesa prevê crise nuclear EUA-Irã na gestão Obama

O próximo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, poderá enfrentar, em seu primeiro ano de governo, uma séria crise com o Irã, devido ao programa nuclear da República Islâmica, declarou nesta quinta-feira o ex-secretário americano da Defesa William Perry.

AFP |

Tanto o Irã quanto a Coréia do Norte devem ser contidos para evitar "uma cascata de proliferação nuclear" no Oriente Médio e no nordeste da Ásia, afirmou Perry, em um fórum dedicado a fazer recomendações para a nova Administração.

O Irã, em particular, representa não apenas uma ameaça direta para Israel, mas para o mundo, ao distribuir tecnologia nuclear para grupos terroristas, insistiu Perry, no fórum patrocinado pelo United States Institute of Peace.

William Perry comentou ainda que a produção de plutônio da Coréia e seu teste nuclear em 2006 equivalem ao "desenvolvimento mais perigoso" desde o fim da Guerra Fria, há duas décadas. Nesse caso, porém, ele acredita que o programa possa ser contido pela diplomacia.

"Parece claro que Israel não ficará de braços cruzados enquanto o Irã dá passos desafiadores para se tornar uma potência nuclear", avaliou.

"Como resultado, o mais provável é que o presidente Obama enfrente uma séria crise com o Irã. Com efeito, acho que essa crise ocorrerá durante seu primeiro ano de governo", insistiu.

lc/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG