Lisboa, 23 jul (EFE).- O ex-inspetor da Polícia portuguesa Gonçalo Amaral, que investigou o desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann, afirma em um livro que a criança morreu e seus pais, Kate e Gerry, são suspeitos de simular o seqüestro e esconder o cadáver.

EFE ecs/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.