Ex-refém das Farc visita carcereiro que o ajudou a escapar

Bogotá, 7 nov (EFE) - O ex-congressista colombiano Óscar Tulio Lizcano, que fugiu das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) após ficar mais de oito anos em poder da guerrilha, visitou na quinta-feira o ex-carcereiro Wilson Bueno Largo, que o ajudou a escapar, e o estimulou a viajar à França, revelou hoje o político.

EFE |

Bueno Largo, conhecido como "Isaza", "está decidido a viajar à França" para aproveitar uma oferta dos Governos de Bogotá e de Paris, afirmou Lizcano.

"Isaza" desertou o grupo em 23 outubro e escapou do acampamento na companhia de Lizcano, que permanecia em poder das Farc desde agosto de 2000.

Após andarem por três dias pelas florestas do departamento de Chocó, no noroeste, o ex-rebelde e o refém encontraram tropas do Exército que mantinham um posto de controle fluvial.

Lizcano visitou na quinta-feira o ex-guerrilheiro, recluso em uma guarnição da cidade de Pereira, centro-oeste.

"Dei-lhe um abraço muito caloroso", declarou Lizcano à "Radio Caracol", e reiterou que ficaria "devendo" a ele.

O ex-refém da Farc, que pediu insistentemente desde a fuga para que os demais seqüestrados que "apodrecem" nas selvas não sejam esquecidos, afirmou também que quis visitar "Isaza" para "dar-lhe ânimo".

O ex-congressista colombiano recebeu alta de uma clínica de Cali, sudoeste, na última quarta-feira, após ter sido internado novamente na segunda-feira por uma infecção na garganta e para se submeter a exames médicos. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG