Ex-refém das Farc lamenta morte de deputados sequestrados

Cali (Colômbia), 6 fev (EFE).- O ex-deputado colombiano Sigifredo López lamentou hoje a morte de 11 deputados que foram sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Em entrevista à Agência Efe, López disse que, dos 2.492 dias em que passou em poder da guerrilha, sentirá falta dos 11 deputados que foram sequestrados com ele em 2002 e que foram assassinados cinco anos depois pelos rebeldes.

"Vou sentir falta da alma de alguns seres humanos maravilhosos que Deus me deu a oportunidade de conhecer, que são meus companheiros, e dos quais vou me lembrar por toda a vida", disse.

López foi o último refém que as Farc decidiram libertar de um grupo de seis que tinham proposto entregar à congressista Piedad Córdoba e à Cruz Vermelha Internacional, em uma missão que contou com o apoiou logístico e de aeronaves do Brasil. EFE fer/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG