abandonarem americanos seqüestrados pelas Farc - Mundo - iG" /

Ex-refém acusa EUA de abandonarem americanos seqüestrados pelas Farc

Washington, 14 mai (EFE) - O ex-senador colombiano Luis Eladio Pérez, que passou quase sete anos em mãos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), acusou hoje a Casa Branca de abandonar três americanos seqüestrados pela guerrilha e pediu que os Estados Unidos apóiem a troca humanitária do grupo. Pérez está em Washington como parte de uma viagem internacional, com escalas na semana passada em Brasil e França, para que a participação de Governos estrangeiros leve à libertação dos centenas de seqüestrados que apodrecem nas selvas colombianas, segundo ele. O ex-refém se deslocou junto a seus seqüestradores por vários acampamentos durante seus seis anos, oito meses, 17 dias e 10 horas de cativeiro, como lembrou com amargura em um ato celebrado no Instituto para a Paz dos Estados Unidos, uma organização independente financiada pelo Congresso. Pérez coincidiu em parte de seu cativeiro com Marc Gonsalves, Thomas Howes e Keith Stansell, os três americanos capturados pelas Farc em 2003. Os três sofrem o abandono do Governo americano, denunciou o ex-senador, que disse que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, não mencionou publicamente seu caso durante uma visita a Cartagena em 2004. O ex-senador afirmou que os Estados Unidos têm que decidir se os querem vivos ou mortos e se querem apoiar um acordo humanitário para sua troca. Pérez disse que as Farc aparentemente soltariam os três americanos em troca da libertação dos comandant...

EFE |

EFE cma/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG