Ex-primeiro-ministro francês levará mensagem de Sarkozy ao Governo da China

Paris, 20 abr (EFE).- O ex-primeiro-ministro francês Jean-Pierre Raffarin levará uma mensagem do presidente do país, Nicolas Sarkozy, em sua viagem a Pequim esta semana, num momento de grandes protestos na China devido à atitude de Paris em relação ao Tibete.

EFE |

O Palácio do Eliseu não confirmou que Raffarin levará uma mensagem às autoridades chinesas, mas ratificou que o conselheiro diplomático de Sarkozy, Jean-David Levitte, viajará à China no final desta semana.

A viagem de Levitte faz parte dos intercâmbios regulares do diálogo estratégico entre França e China e estava prevista há muito tempo, o que não impede que sejam tratados temas atuais, segundo fontes do Governo.

Milhares de chineses se manifestaram neste fim de semana em Pequim e outras cidades chinesas para pedir o boicote a produtos franceses. Também houve protestos em frente à embaixada da França na capital chinesa.

O movimento de boicote nasceu em virtude da problemática passagem da tocha olímpica dos Jogos de Pequim por Paris no último dia 7, marcada por protestos contra a repressão chinesa no Tibete e as violações dos direitos humanos na China.

Sarkozy não descartou o boicote à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, em agosto. Há poucos dias, ele disse que a decisão da França sobre sua participação no ato se dará em função do reatamento do diálogo entre a China e o dalai lama, líder espiritual do Tibete no exílio.

Raffarin se reunirá amanhã em Paris com Zhao Jinjun, representante do presidente da China, Hu Jintao, antes de viajar na próxima quarta para Pequim, onde será recebido pelo primeiro-ministro, Wen Jiabao.

O enviado de Hu se reuniu na sexta com Sarkozy, que aproveitou para reiterar seu pedido para o reatamento do diálogo entre a China e o dalai lama, segundo comunicado do Palácio do Eliseu.

Segundo uma informação extra-oficial, Raffarin também levará à China uma mensagem do ex-presidente francês Jacques Chirac, que, por motivos médicos, teve que cancelar uma viagem a Xangai representando sua Fundação para o diálogo entre as culturas. EFE al/ev/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG