Ex-primeira-ministra diz que concorrerá às eleições em Bangladesh

Nova Délhi, 5 mai (EFE).- A ex-primeira-ministra de Bangladesh Sheikh Hasina, que continua na prisão e está sendo julgada por corrupção, assegurou que vai concorrer às próximas eleições porque mantém apoio popular, segundo informa nesta segunda-feira o jornal bengali The Daily Star.

EFE |

"Em apenas dez dias, 2,5 milhões de pessoas assinaram para que me ponham em liberdade. Isto prova que o povo está comigo. Portanto, é certo que participarei das eleições legislativas", disse a dirigente, que lidera o partido Liga Awami.

"Ninguém exceto Alá e o povo de Bangladesh têm autoridade para decidir se participarei das eleições ou não. O povo decidirá se sou corrupta ou não", acrescentou Hasina.

O Governo do país empreendeu uma cruzada contra a corrupção que atingiu tanto Hasina como sua principal rival, a também ex-primeira-ministra Khaleda Zia, e várias centenas de dirigentes do país.

Os partidos políticos se preparam agora para um diálogo de reforma política com o Governo provisório, que prometeu eleições em dezembro de 2008. EFE daa/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG