Ex-primeira-ministra de Bangladesh deixa prisão após pagar fiança

Nova Délhi, 11 set (EFE).- A ex-primeira-ministra de Bangladesh Khaleda Zia, presa há um ano, foi posta hoje em liberdade mediante pagamento de fiança, conforme autorização dada na última terça-feira pelo Supremo Tribunal.

EFE |

Segundo a agência "UNB", Zia abandonou as dependências do Parlamento em que permanecia presa às 11h35 (2h35 de Brasília), depois que as autoridades penitenciárias receberam os documentos legais autorizando sua libertação.

Centenas de militantes do Partido Nacionalista de Bangladesh (BNP), liderado por Zia, a esperaram com flores e bandeiras do lado de fora do prédio do Legislativo.

Segundo a "UNB", os seguidores de Zia aplaudiram e gritaram palavras de ordem quando a ex-primeira-ministra foi libertada.

Em agosto, o Supremo já havia permitido a libertação de Zia sob fiança por duas das quatro acusações apresentadas contra ela. Na terça-feira passada, o tribunal fez o mesmo com relação às outras duas, o que finalmente abriu caminho para a soltura da política.

A ex-primeira-ministra foi detida em setembro de 2007, acusada de estar envolvida em um contrato ilegal concedido em 2003 a uma empresa local para operar mercadorias no porto de Chittagong (sul), o principal do país.

Sua principal adversária e também ex-primeira-ministra, Sheikh Hasina, que estava presa acusada de corrupção, deixou o país em 12 de junho, com a devida permissão do Governo provisório, para receber tratamento médico nos Estados Unidos.

Depois de decretar estado de emergência no país, o Governo provisório de Bangladesh lançou uma campanha contra a corrupção que levou Hasina, Zia e centenas de políticos e empresários para a cadeia. EFE mb/fh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG