Ex-preso líbio de Guantánamo se suicida numa prisão de seu país

Um ex-alto dirigente da rede Al-Qaeda, Ali Mohamed Al Fajeri, o Ibn al sheikh Al libi, se suicidou na cela da prisão em que se encontrava na Líbia, onde cumpria prisão perpétua desde sua extradição de Guantánamo em 2006, informou neste domingo um jornal líbio.

AFP |

Ex-dirigente da Al-Qaeda, Ibn al sheikh Al libi, de 46 anos, era chefe do Khalden, um campo de treinamento da Al-Qaeda no Afeganistão. Foi detido em 2001 pelas forças da coalizão quando tentava atravessar a fronteira afegã-paquistanesa.

O ex-preso de Guantánamo foi entregue em 2006 à Líbia, onde foi condenado à prisão perpétua.

Em janeiro passado, a Líbia pediu aos Estados Unidos a extradição de nove líbios presos desde 2002 em Guantánamo.

ila/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG