Ex-presidente uruguaio destaca liderança brasileira na América do Sul

O pré-candidato do Partido Nacional (oposição) e ex-presidente uruguaio, Luis Alberto Lacalle (1990-1995), ressaltou nesta quarta-feira a liderança brasileira na América do Sul, em uma entrevista concedida a correspondentes estrangeiros.

AFP |

Lacalle propôs estabelecer com "Argentina e Brasil um plano de desenvolvimento integral do rio Uruguai", compartilhado pelos três países, para que haja "um desenvolvimento pleno, absoluto do rio Uruguai".

Ele considerou que, "sem dúvida, o Brasil é o país que exerce a liderança na região (...) olhe para todos os lados, e essa é a realidade de sua grandeza e de sua habilidade" porque "não deixa escapar um centímetro nem cede um milímetro em seus interesses, por isso é uma grande nação".

Lacalle lidera com uma vantagem apertada as pesquisas para a candidatura de seu partido nas eleições de 28 de junho, à frente de Jorge Larrañaga.

O ex-presidente reivindicou o seu papel na criação do Mercosul, união aduaneira que o Uruguai integra com Paraguai, Brasil e Argentina e que, para o ex-presidente, logo adquiriu "várias patologias".

Uma delas, "tolerada" tanto por Uruguai como por Paraguai, foi "admitir a bilateralidade argentino-brasileira"; outra, "o não cumprimento das normas do Mercosul"; e uma terceira, "dar um aspecto político a uma organização que nunca foi pensada como organização política", disse.

yow/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG