Ex-presidente taiuanês volta à prisão após decisão judicial

Pequim, 30 dez (EFE).- Um tribunal de Taipé reconsiderou sua decisão de deixar em liberdade o ex-presidente taiuanês Chen Shui-bian, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, que voltou a à prisão ontem após 12 horas de julgamento, informou hoje a imprensa chinesa.

EFE |

Chen foi acusado formalmente de corrupção e lavagem de dinheiro em 12 de dezembro, embora o tribunal de Taipé tenha decidido libertá-lo no dia seguinte sem fiança, decisão da qual a Procuradoria Anticorrupção apelou por considerar a existência de um alto risco de Chen tentar fugir.

O ex-presidente esteve detido de forma preventiva de 12 de novembro até 13 de dezembro, no Centro de Detenção de Taipé.

Chen sempre negou as acusações e defendeu sua inocência, além de afirmar que tudo era uma manobra política do governante Partido Kuomintang (KMT), em complô com o Partido Comunista Chinês. EFE trr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG