Ex-presidente Kirchner critica agricultores argentinos

O ex-presidente argentino Néstor Kirchner criticou duramente nesta quinta-feira os dirigentes agrários, que ameaçam retomar a greve e bloquear estradas, durante um comício em Ezeiza, na periferia sul de Buenos Aires.

AFP |

"Não queimem mais os campos, não nos joguem mais fumaça, não desabasteçam, não interrompam mais as estradas e não brinquem com o desenvolvimento da Argentina", disse o marido da atual presidente, Cristina Kirchner, que mantém uma queda de braço com os produtores agropecuários.

As quatro mais importantes entidades do campo estão negociando contra o tempo com o governo federal, já que em 2 de maio vence a trégua aprovada há um mês, que acabou com 21 dias de greve e o desabastecimento de alimentos.

Kirchner denunciou que os agricultores argentinos "querem vender tudo para o exterior". "Não querem vender nada na Argentina. Não lhes importa o estômago e o bolso dos argentinos".

A greve no campo foi deflagrada contra a elevação de impostos sobre as exportações de soja.

jos/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG