Tamanho do texto

Bogotá, 19 mai (EFE).- O ex-presidente colombiano César Gaviria disse hoje que a aprovação da Lei de Plebiscito pelo Senado, que pode permitir ao governante Álvaro Uribe tentar uma segunda reeleição em 2010, é abertamente inconstitucional e põe em risco a democracia colombiana.

Gaviria, diretor nacional do Partido Liberal, disse em comunicado estar preocupado com os efeitos negativos no futuro do país "desta obsessão do presidente Uribe por se perpetuar no poder".

O ex-presidente colombiano acrescentou que essa atitude vai provocar danos institucionais irreparáveis, ao "concentrar excessivamente o poder, gerar uma incerteza política sem precedentes e percorrer os caminhos do autoritarismo e do caudilhismo, que tantos danos causaram na América Latina".

Gaviria manifestou ainda que a aprovação do Plebiscito é um "ato que coloca em risco a democracia colombiana e o equilíbrio dos poderes".

O Senado da Colômbia votou hoje a favor da convocação de um referendo que convidará a população a se pronunciar sobre uma nova reeleição de Uribe nas eleições de 2010.

Uma recente pesquisa diz que 59% dos colombianos votariam em um eventual referendo sobre uma nova reeleição de Uribe e que 84% destes votariam a favor disso. EFE ocm/mh