Ex-presidente de Taiwan encerra greve de fome

O ex-presidente de Taiwan Chen Shui-bian encerrou nesta segunda-feira uma greve de fome na prisão, na véspera de uma audiência judicial por acusações de corrupção.

AFP |

Chen se negava a comer desde sexta-feira, apenas bebia água, em protesto pelo que considera uma perseguição política iniciada pelo governo pró-chinês que o sucedeu no poder.

Ele voltou a comer depois que sua mulher Wu Shu-chen, em uma cadeira de rodas, o visitou pela primeira vez desde que foi detido em dezembro.

Chen voltará a depor ante um juiz a partir de terça-feira.

Chen Shui-bian, sua esposa Wu Shu-chen e dez outros acusados, entre eles o filho e a nora do casal, são acusados de "corrupção, lavagem de dinheiro, malversação de fundos e falsificação de documentos".

Se for considerado culpado de todas essas acusações, o ex-presidente taiwanês pode ser condenado à prisão perpétua.

cty/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG