Ex-presidente de Taiwan acusado de corrupção é preso

Um ex-presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, foi preso nesta terça-feira, acusado de corrupção. Uma emissora de televisão de Taiwan mostrou Chen, presidente de 2000 a 2008, sendo levado algemado por policiais depois de ter sido interrogado por mais de seis horas na capital da ilha, Taipé.

BBC Brasil |

O ex-presidente, que deixou o poder em maio, é acusado de lavagem de dinheiro, pagamento de propinas e enriquecimento ilícito. Ele teria desviado cerca de US$ 480,5 mil em verbas do governo.

Chen alega inocência e acusa o novo governo de submetê-lo a perseguição para satisfazer as autoridades de Pequim.

Fundo presidencial
Chen Shui-bian sempre foi um ardente defensor da independência de Taiwan, território que é considerado uma província rebelde pela China.

Ele também é um crítico do atual presidente, Ma Ying-jeou, a quem acusa de se curvar aos interesses do governo chinês.

O ex-presidente e sua família vêm sendo acusados de envolvimento em corrupção desde 2006, quando o genro de Chen foi processado por violar leis do mercado de ações e condenado a sete anos de prisão.

Na atual investigação, Chen é acusado de ter desviado ilegalmente um fundo presidencial durante seus anos na Presidência.

A prisão ocorreu dias depois de uma histórica visita à ilha de um enviado de Pequim, o que desencadeou violentos protestos na região.

Taiwan tem um governo separado do resto da China desde o final da guerra civil chinesa, em 1949.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG