Ex-presidente da França é condenado por desvio de recursos públicos

Jacques Chirac, 79 anos, terá pena de dois anos registrada em sua ficha criminal, mas não terá de ir para a prisão

iG São Paulo |

AFP
Jacques Chirac é visto ao sair de seu escritório em Paris (07/03)
O ex-presidente da França Jacques Chirac (1995-2007) foi condenado nesta quinta-feira a dois anos de prisão após ser considerado culpado de irregularidades durante seu mandato como prefeito de Paris no início dos anos 1990.

A sentença inclui suspensão condicional da pena, o que significa que a condenação será incluída na ficha criminal de Chirac, mas ele não irá para a prisão.

É a primeira vez que um ex-chefe de Estado francês é condenado por um tribunal correcional, que disse ter levado em conta a idade, a saúde e o histórico de Chirac para determinar a sentença.

O ex-presidente tem 79 anos e não acompanhou o julgamento porque, segundo seus médicos, está doente e tem lapsos de memória.

Chirac foi considerado culpado por ter colocado o dinheiro público da capital francesa a serviço dos interesses de seu partido e de suas ambições eleitorais. De acordo com a Corte, entre 1990 e 1995, quando ele era prefeito de Paris e presidente do partido RPR, criou vários empregos fantasmas. O ex-presidente, que negou as acusações, foi declarado culpado por "desvio de fundos públicos, abuso de confiança e aquisição ilícita de interesses".

O advogado de Chirac, Georges Kiejman, disse esperar que “a decisão do tribunal não mude em nada o profundo e legítimo afeto do povo francês” pelo ex-presidente.

“Temos que ler esse parecer, conversar com o principal envolvido (Chirac) para então sabermos se ele aceita a decisão ou se quer recorrer”, acrescentou Kiejman. “Por enquanto, é impossível dizer qualquer outra coisa.”

Chirac foi um dos presidentes que ficou mais tempo no poder e é bem visto por todo o país. A esposa dele, Bernadette, disse há algum tempo que o marido sofria de problemas de memória que poderiam estar ligados a um pequeno derrame que ele sofreu muitos anos atrás.

Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: françachiracjulgamentoparis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG