Ex-presidente argentino Néstor Kirchner deixa hospital

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-presidente argentino Néstor Kirchner, marido da presidente Cristina Fernández, deixou o hospital nesta quarta-feira depois de uma cirurgia arterial de emergência e deve retomar suas atividades governamentais em breve. Kirchner, membro da Câmara dos Deputados, é um dos políticos mais poderosos do país, tendo importante papel no governo de sua esposa. Ele é visto como tendo envolvimento muito próximo na política econômica, inclusive na proposta de troca da dívida.

Reuters |

Mídias locais informaram que ele está pronto para retomar as reuniões com autoridades do governo, apesar de ter sido recomendado a descansar após a cirurgia na semana passada. A operação foi realizada para desbloquear sua carótida, artéria que leva o sangue ao cérebro.

"Estou muito bem", disse um Kirchner sorridente, de 59 anos, a repórteres ao deixar o hospital em Buenos Aires de carro.

Kirchner vem defendendo a aprovação no Congresso de um plano de governo que prevê o uso de reservas no exterior para criar um fundo de 6,6 bilhões de dólares para garantir o pagamento das dívidas neste ano.

Ele foi presidente entre 2003 e 2007, quando sua esposa foi eleita para sucedê-lo, e deve concorrer à Presidência novamente em 2011, apesar de o índice de aprovação de Cristina ter caído para 20 por cento.

(Reportagem de Nicolas Misculin)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG