Ex-premier israelense é indiciado por corrupção

O ex-primeiro-ministro israelense Ehud Olmert foi indiciado neste domingo por corrupção, anunciaram os assessores do promotor-geral, Menahem Mazouz.

AFP |

"O promotor-geral decidiu indiciar o ex-primeiro-ministro Ehud Olmert e sua secretária particular Shula Zaken", disseram as fontes em comunicado.

"O caso foi apresentado hoje (domingo) ao tribunal de distrito de Jerusalém", diz o texto.

Esta é a primeira vez que um ex-primeiro-ministro é indiciado em Israel, segundo a mesma fonte.

Olmert sempre clamou inocência e renunciou ao cargo em 21 de setembro de 2008, depois de a polícia ter recomendado seu indiciamento pelo caso Talansky, que envolve uma transferência ilegal de fundos feita pelo empresário americano Morris Talansky.

Ehud Olmert deixou o cargo após a designação de Benjamin Netanyahu como chefe de governo, no dia 31 de março.

lbj/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG