Ex-premier do Kosovo Agim Ceku detido na Bulgária

O ex-primeiro-ministro do Kosovo Agim Ceku, que era procurado pela Interpol, foi detido nesta terça-feira na fronteira entre Bulgária e Macedônia, informou a porta-voz do ministério búlgaro do Interior, Diana Yankulova.

AFP |

"Agim Ceku foi detido hoje ao chegar à Bulgária, devido a um pedido de captura emitido pela Interpol", a polícia internacional, disse a porta-voz à AFP.

Belgrado acusa Agim Ceku, ex-chefe da guerrilha albanesa, de cometer crimes de guerra na Croácia, durante a guerra de 1991 a 1995, assim como durante o conflito no Kosovo, entre 1998 e 1999.

Em 7 de maio passado, em razão de uma ordem internacional de prisão, Agim Ceku foi expulso da Colômbia, onde participava de uma conferência internacional.

Ceku, que possui a patente de general do Exército croata, seguiu da Colômbia para a França, onde também não foi aplicada a ordem internacional de detenção.

Em fevereiro de 1999, Agim Ceku deixou o Exército croata para se unir à guerrilha albanesa de Kosovo e transformá-la em uma estrutura militar organizada, o Exército de Libertação de Kosovo (UCK), que passou a comandar.

Como primeiro-ministro de Kosovo, de 2006 a 2007, Agim Ceku preparou terreno para a independência da província.

Em fevereiro de 2008, meses após sua partida, as autoridades de Pristina proclamaram unilateralmente a independência de Kosovo, que é atualmente reconhecida por 57 dos 192 países membros da ONU.

vs/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG