Ex-premiê deixa Bangladesh para receber tratamento médico nos EUA

(Acrescenta declarações de seu partido sobre suas últimas palavras antes de partir) Nova Délhi, 12 jun (EFE).- A ex-primeira-ministra de Bangladesh Sheikh Hasina saiu hoje do país em direção aos Estados Unidos, um dia após receber uma libertação provisória do Governo, a fim de que possa receber tratamento médico.

EFE |

Fontes de seu partido, a Liga Awami informaram à agência bengalesa "UNB" que Hasina embarcou em um vôo da British Airways às 8h29 (23h de Brasília de ontem), com estritas medidas de segurança no aeroporto de Daca.

"Hasina nos disse que voltará a Bangladesh com boa saúde. Esta foi sua última mensagem", disse aos jornalistas o secretário da Liga Awami, Syed Ashraful Islam, que precisou que a ex-primeira-ministra voltará ao país em um prazo máximo de oito semanas, o tempo de liberdade condicional que o Governo provisório concedeu.

O secretário da formação confirmou que a Liga Awami participará das próximas eleições, aos quais a ex-chefe de Governo já tinha anunciado que queria concorrer.

Hasina, sexagenária, se reunirá no exterior com seus filhos e depois deve viajar à Flórida para fazer exames relativos a dores no ouvido, muito debilitado em conseqüência de um atentado sofrido em 2004.

Após obter o sinal verde de um tribunal, Hasina foi libertada provisoriamente nesta quarta-feira para receber tratamento médico, com um prazo que termina em 6 de agosto.

A ex-primeira-ministra tinha sido detida em 16 de junho do ano passado, em ligação a um caso de corrupção durante uma campanha de detenções empreendida pelo Governo provisório de Bangladesh, que chegou ao poder em janeiro de 2007, após a declaração do estado de exceção. EFE daa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG